Add Fuel

Sem título
Serigrafia sobre papel PP 1/4
Dimensão da mancha: 50 x 50 cm
Dimensão com moldura: 75 x 75 cm

600,00

Esgotado

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0977 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Diogo Machado, “aka” Add Fuel, nasceu em 1980 em Cascais, cidade onde mantém atelier.

Figura maior da nova geração de artistas plásticos portugueses que transportam o seu trabalho das telas para o espaço público.
Com recurso ao graffiti e a outras formas de arte de rua, Add Fuel tem também um impressionante currículo de exposições em galerias e destacada projeção internacional.
Estando representado em relevantes coleções públicas e privadas e em numerosos locais públicos urbanos.

Formou-se em Design Gráfico no IADE – Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing em Lisboa.
Após uma estadia profissional em Berlim, dedicou-se inteiramente à sua arte, em 2007.

Assim em 2008, desperta para a riqueza estética da azulejaria tradicional portuguesa.
Com os seus padrões simétricos e riqueza de referências e cromatismo, ao participar no festival Cascais ArtSpace, em Cascais.

Então combinando sem esforço estas duas linguagens visuais aparentemente inconciliáveis, a sua prática atual procura combinar elementos decorativos tradicionais com referentes visuais contemporâneos em novas formas que revelam uma complexidade impressionante e uma atenção magistral aos detalhes.
Se, à primeira vista, o seu trabalho em painéis de azulejos de pequena e média dimensão, murais pintados em estêncil de grande escala e edições impressas podem parecer simplesmente um pastiche de formalismo clássico.
Porque uma inspeção mais atenta recompensa o espectador com um mundo caótico.
De motivos e personagens inequivocamente originais repletos de ironia e humor.
Criando  assim equilíbrio e harmonia a partir de repetições.
Mas para além do seu trabalho de ilustração e das inúmeras intervenções artísticas públicas que tem vindo a criar em vários países.
Em cidades como Ovar, Beja, Viseu Lisboa, Madrid ou Hong Kong.

Também tem então apresentado o seu trabalho em exposições individuais e coletivas em galerias de renome.
Nomeadamente Underdogs Gallery (Lisboa, 2017 e 2014) e a Saatchi Gallery (Londres, 2017).