Alfredo Luz

Fernando Pessoa
Serigrafia sobre papel, nº 152/200
Dimensão da mancha: 52 x 40 cm
Dimensão total: 72 x 50 cm

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente duas serigrafias:  “A gente não lê” do artista Alfredo Luz e a  “Persona” do artista Martinho Dias. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta duas obras gráficas que valem 400 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

200,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR2536 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Alfredo Luz nasceu em Rio Meão, Santa Maria da Feira, a 31 de outubro de1951.

Pintor Neo-figurativo, por vezes abstrato, de feição lírica, frequentou o Curso de Artes Decorativas da Escola António Arroio.
Viveu em Luanda (Angola) entre 1961 e 1978; foi professor, mas dedica-se em exclusivo à pintura desde 1985.

Assim mais tarde trabalhou com Cruzeiro Seixas no projeto criativo ” Cadavres-exquis”. Trata-se de um trabalho a duas mãos, onde um artista complementa o trabalho do seu parceiro ou parceiros. Ao longo da sua longa carreira. Cruzeiro Seixas trabalhou este formato. Com um pequeno número de artistas. Entre os quais: Paula Rego, Mário Cesariny, Raul Perez e Carlos Areal. E mais recentemente com Alfredo Luz.

Alfredo Luz é um dos precursores do Movimento surrealista português.
Assim a pintura de Alfredo Luz é um modo de resistência: Paisagens que se refazem nas imagens justapostas, que constroem o seu mundo com imagens a partir de cores baças.

Foi várias vezes premiado nas áreas da pintura e desenho.
Está representado em numerosas coleções públicas e privadas, designadamente: na Fundação Eugénio de Andrade.
Caixa Geral de Depósitos, EPAL, Ministério da Justiça, RDP e Câmara Municipal de Bobigny.

Possui obra gráfica editada pela EPNC, EPAL, RDP, Galeria Galveias, Galeria Grade, Editora Vigo, Didática Editora, Casino Estoril, Galeria Enes, Fundação Eugénio de Andrade, Instituto do Consumidor, Ministério da Justiça e Livros Horizonte.

 

Outras obras deste artista