Promoção!

Armanda Passos

Sem título
Guache sobre papel
Dimensão da mancha: 40 x 30 cm
Dimensão com moldura: 73 x 64 cm

Nota: até ao final do ano, o Clube Rastro tem uma prenda muito especial para todos os compradores de obras originais apresentadas no site do clube: na compra deste original, recebe de imediato a oferta da serigrafia de Alfredo Luz, “Fernando Pessoa”! Veja a obra aqui.

4.900,00

Esgotado

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0319 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Armanda Passos nasceu em 1944, no Peso da Régua. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Expôs desde 1976.

Foi professora de Tecnologia da Serigrafia no Centro de Reabilitação Vocacional da Granja, monitora de Tecnologia da Gravura na ESBAP (1977-1979) e membro do grupo “Série” Artistas Impressores.

Ao longo da sua carreira, Armanda Passos alcançou importantes distinções, tais como o 2º Prémio do Ministério da Cultura na Exposição “Homenagem dos artistas portugueses a Almada Negreiros” em 1984, a Menção Honrosa no “VIII Salão de Outono – Paisagem portuguesa” em 1987, a Menção Honrosa no “III Prémio Dibujo Artístico J. Pérez Villaamil” em 1990 e o Prix Octogone em 1997.

Armanda Passos representou Portugal em vários certames internacionais, por exemplo em Heidelberg, na V Biennal of European Graphic Art (1988); na Polónia, na Exposition Internationale de la Gravure – “Intergrafia 91”, no Pawilon Wystawowy Bwa, Katowice; e, em 1992, no Centre de la Gravure et de l’Image Imprimée, La Louvière, na Bélgica.

Participou em inúmeras exposições nacionais e internacionais e vários dos seus trabalhos integram coleções de prestigiadas instituições públicas.

Como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Oriente, a Fundação de Serralves, a Fundação Champalimaud,.
Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado.
Ministério da Cultura, o Ministério da Justiça (Palácio da Justiça do Porto; Palácio de Ratton). Museu da FBAUP ou a Reitoria da Universidade do Porto.

A artista vivia e trabalhava no Porto, na casa-atelier projetada pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira. Faleceu em outubro de 2021, aos 77 anos de idade.