Promoção!

Darocha

Sem título
Óleo sobre tela
Dimensão: 65 x 50 cm
1986/87

1.750,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0512 Categorias: , Etiqueta:

Descrição

Nasceu em 1945 em Oliveira de Azeméis.

Estudou Pintura na Escola de Belas-Artes de Lisboa. Em 1967 deixou Portugal e foi viver para Londres, em 1967 para Toulouse. Instalou-se finalmente em Paris em 1970, cidade onde estudou Antroplogia Patológica e onde passou a residir e a trabalhar.

Artista multifacetado, o seu trabalho é marcado pela utilização de diferentes matérias e técnicas: pintura, ilustração, gravura e videoarte. Ambíguo na mensagem, apoiou-se muitas vezes em lendas, em histórias semiverdadeiras, numa mitologia pessoal extraordinariamente rica.

A filha Lia Rochas-Páris fala da “cultura faraónica” do pai e na sua sede de partilha – foi professor de artes. Embora mais conhecido no estrangeiro do que pelo público português, expunha com frequência desde 1968, inclusive em Portugal..

A sua última exposição, “Ondulações de Estilo”, decorreu uns meses antes da sua morte, em Junho de 2016 em Ovar.  No mês de Setembro do mesmo ano é apresentado um documentário de Joana de Bastos Rodrigues sobre o pintor, intitulado “Via Láctea”, com apresentação de Bernardo Pinto de Almeida.

Faleceu num hospital de Paris na noite de 11 de setembro de 2016