Francisco Simões

Sem título
Serigrafia sobre papel 120/200
Dimensão: 44,5 x 34 cm
Dimensão com moldura: 75 x 62 cm
1994
Moldura com pequenos defeitos.

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente duas serigrafias:  “A gente não lê” do artista Alfredo Luz e a  “Persona” do artista Martinho Dias. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta duas obras gráficas que valem 400 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

 

200,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR#0992 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Francisco Simões nasceu em 1946 em Almada.

Fez o curso da Escola de Artes Decorativas António Arroio em 1965 e o curso de Escultura da Academia de Música e Belas Artes da Madeira em 1974.
Mas iniciou-se na gravura com o pintor Mário Costa.

Em 1967 foi bolseiro da O.C.D.E. em Roma, Turim, Novara, Verona e Milão e no ano seguinte trabalhou no Museu do Louvre a convite de Germain Bazin.

Francisco Simões instalou-se no Funchal onde iniciou a carreira docente.
Concluiu em 1974 o curso de escultura da Academia de Música e Belas Artes da Madeira.
Em 1987 foi-lhe concedida uma bolsa pelo Ministério da Educação.
A fim de se dedicar em exclusivo a projetos de escultura e pintura.

Em 1991 fixa a sua residência e atelier em Sintra.
Assim recebe a Medalha de Mérito Cultural das Câmaras Municipais de Oeiras e Sintra.

Expõe coletivamente desde 1969 e individualmente desde 1981, pintura, desenho e escultura, por vezes sob o nome de Francisco de Almada.

Participou em exposições coletivas em Portugal, Espanha, França e Argentina.

Algumas obras do artista:

  • Grupo de dez esculturas e painéis em mármore «Mulheres de Lisboa», na estação do Metropolitano de Lisboa do Campo Pequeno (1994).
  • Busto de Vieira da Silva, na estação de Metropolitano de Lisboa do Rato(2002).
  • Busto de Arpad Szenes, na estação do Metropolitano de Lisboa do Rato (2002). 
  • Parque dos Poetas, primeira fase, em Oeiras (2003).
  • Parque dos Poetas, 2ª fase – A Ilha dos Amores (2013).