Promoção!

Gérard Quenum

Sem título
Técnica mista sobre tela
Dimensão: 144 x 100 cm

750,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0315 Categorias: , , , Etiqueta:

Descrição

Gérard Kouassi Spéro Quenum nasceu na cidade costeira de Porto Novo, a capital da República do Benim, em 1971. Quenum pertence à nova geração de jovens e sofisticados artistas francófonos que surgiu nos últimos quinze anos em África e que tem vindo gradualmente a ganhar espaço nos palcos internacionais.

O Benim há muito que abriga uma importante comunidade de artistas contemporâneos. Cyprien Tokoudagba e Georges Adeagbo há muito que são procurados pelos coleccionadores ocidentais. Atrás destes veio uma outra geração de artistas reconhecidos internacionalmente como Romuald Hazoumè, Dominique Kouas ou os irmãos Dakpogan.

Recentemente, uma nova geração de artistas tem saído de Porto Novo e Cotonou. Este grupo, liderado pela enorme criatividade de Dominique Zinkpé, tem vindo a organizar exposições não apenas em galerias mas também nas ruas das cidades. Chamam-lhe “Boulev Art”. Gerard Quenum destaca-se destes artistas mais jovens como o criador de um estilo original e desconcertante.

Quenum realizou a sua primeira exposição individual Clandestins – Stowaways, em 2009, na October Gallery, em Londres, seguida de outras exposições individuais incluindo Gerard Quenum: Rupture na Fondation Zinsou em Cotonou, Benim, em 2013, e O Dragão Entre Dois Mundos no Museu Afro Brasil em São Paulo, Brasil, em 2010.

As obras de Quenum podem ser encontradas nas coleções de museus de renome como o The British Museum, em Londres, e no Iris & B. Gerald Cantor Center for Visual Arts, na Universidade de Stanford, nos EUA.