Luzia Lage

A Educação
Giclée fine art sobre PVC nº 47 / 50
Intervencionada pela artista
Dimensão: 81 x 100 cm
Dimensão com moldura: 87 x 107 cm

250,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0359 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Luzia Lage, nasceu em outubro de 1962, em Lisboa.
Fez o Curso de Desenho e Pintura no IADE e, em simultâneo, o Curso de Pintura na Universidade de Belas Artes de Lisboa.  Sobre a autora escreveu Lídia Jorge: “Através do expressionismo animista, a sua obra revela o rigor do desenho, a transfiguração do corpo e a liberdade no espaço”; “…Luzia Lage pinta a perplexidade da Vida.

Assim foi premiada com os seguintes prémios: 1º Prémio Imprensa na categoria de Artes Plásticas “Personalidade Feminina de Portugal 2009” e o Prémio Internacional: 1º Prémio de Pintura e Fidelidade à Arte atribuído pelo Vera World Fine Art Festival 2015.
Mas além das muitas exposições individuais e coletivas em que participa, a autora trabalha com obra pública, desta destacamos o painel tridimensional em azulejo – “Mães de Água”, CREL e o painel comemorativo coletivo para a inauguração da Casa do Artista em Lisboa, Mural comemorativo e de homenagem à obra de Lídia Jorge, entre outros.
O peso do real e a leveza da superação. A força do sonho e a lonjura do sono. O mistério da criatividade e o limite das mãos. O deslumbramento da ideia e a oscilação da matéria…”.

Assim escreveram sobre a sua obra:
Paulo Morais, Rodrigues Vaz, Manuela Martins, Albertina Estrela Guerreiro, Pedro Câmara, Júlio Quaresma, Lídia Jorge e Ezequiel Marinho.
Está representada em obras públicas e várias coleções em Portugal e no estrangeiro.