Mário Portugal

A senhora do Monte
Óleo sobre tela
Dimensão: 40 x 30 cm

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente a serigrafia “Casa de D.ª Modista de Ser Cor de Rosa” do Mestre Roberto Chichorro. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta uma obra gráfica que vale 500 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

 

 

 

750,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR#1711 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Mário Portugal nasceu  em 1962 na Póvoa de Varzim.
Reside desde 1990 em Gondomar.

Curso de Arte e Decoração U. C. M. Formação em restauro e arte sacra.
Curso de pintura em cerâmica e azulejaria.
Inicia a sua carreira artística em 1981.
Trabalhou então com o pintor, Ricardo Uribe, arquiteto Carlos Alberto e com o restaurador Joaquim Camões.

Mário Portugal inicia então o trabalho de escultura em 1994.  E assim deu formação “Iniciação á pintura” no seu atelier.
Leciona em escola de Vila Nova de Gaia.

Membro da Sociedade Portuguesa de Autores.
Associado do Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende.
Também associado da cooperativa  Árvore Porto.

Efetuou viagens de estudo a Paris, Barcelona, Florença e Holanda onde aperfeiçoou  assim o seu conhecimento de pintura de várias épocas.
Entre 1989 e 2016 efetuou  exposições individuais e também esteve presente em exposições coletivas.

Então o seu trabalho foi promovido por António Malmo, membro giornalista della redazione della rivista e academia di Firenze, Itália.

Rigor e diversidade técnica, traço vigoroso e dinâmico, geometrização de figuras e planos, composição espacial centrada, desfragmentação de volumes, cromatismo vivo e genericamente quente, conferem uma coerência estilística a esta mostra e denotam a destreza plástica e a maturidade artística do pintor.
Com especial enfoque na temática do FADO, para além de breves incursões pelo Portugal rural e piscatório, suas tradições, sentimentos e vivências inerentes à condição humana, os quadros espelham “o pulsar vibrante da nossa terra e das nossas gentes”.

Prémio no XX Concurso Internacional de Pintura – Escultura “Arte no Morrazo” Cangas – Espanha 2012.
1994 Concurso de pintura e escultura «Almada Negreiros» Porto.
1994 Concurso de pintura »Jovens pintores» Menções honrosas-Porto/Lisboa.
2001 Concurso de Artes Plásticas Vigaria Episcopal da Cultura de Vila Real.

Outras obras deste artista