Martinho Dias

 Persona
Serigrafia sobre papel HC XVI/XXV
Dimensão da mancha: 41 x 52 cm
Dimensão total: 50 x 70 cm

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente duas serigrafias:  “A gente não lê” do artista Alfredo Luz e a  “A vida das falésias” da artista Luzia Lage. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta duas obras gráficas que valem 400 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

200,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR#0441 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Martinho Dias nasceu em 1968 na Trofa.

Licenciou-se em Artes Plásticas – Pintura, pela Faculdade de Belas Artes do Porto.
Professor de Artes Visuais até 2009, ano em que se dedicou em exclusivo à atividade artística.

Realiza exposições  desde 1995 e em 2009 representou Portugal no concurso “The Winsor & Newton Worldwide Millennium Painting Competition”, com mostras em Londres, Estocolmo e Nova Iorque.

O trabalho de Martinho Dias, é assim multipremiado e integra diversas coleções.
As suas obras têm sido mostradas regularmente em Portugal e no estrangeiro, em exposições individuais e coletivas, bienais, simpósios e feiras de arte.

Tem colaborado com músicos e escritores em projetos artísticos como as “Pinturas Escritas” e “Pangea”, com figuras de proa como o Maestro António Victorino D’Almeida.
Eurico Carrapatoso, Amélia Muge, o músico espanhol Kepa Junkera, o artista e performer italiano Alzek Misheff, bem como Peter Ablinger.
Gianluigi Trovesi, Pauline Oliveros, Paulo Cunha e Silva, Bill T Jones, entre outros.

Em 2014, a sua primeira obra em vídeo, PANGEA, (50’) estreia-se na bienal SCHOK’2014, na Holanda.
Em 2016 integra a exposição ATTITUDES na Artkate Galerie, em Berlim.
A pintura é a sua arte maior, mas também se dedica à ilustração, sobretudo de obras de literatura infanto-juvenil, registrando uma participação na Bienal de Ilustração de Bratislava, em 2003.

Outras obras deste artista