Odeith

Sem Título
Serigrafia sobre papel nº 132/150
Dimensão da mancha: 58,5 x 40 cm
Dimensão total: 72 x 50,5 cm
2020

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente duas serigrafias:  “A gente não lê” do artista Alfredo Luz e a  “Persona” do artista Martinho Dias. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta duas obras gráficas que valem 400 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

200,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR#0516 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Odeith nasceu em 1976, na Damaia, em Lisboa.

É na rua, a meio da década de 90, que contacta com o graffiti pela primeira vez.
Numa altura em que não havia redes sociais,  o artista explora  assim este movimento vivendo-o nas ruas e através de revistas de graffiti.
Odeith desistiu da escola aos 15 anos. Então sem formação académica ou aulas de arte, o artista desenvolveu todo o seu conhecimento e técnicas de modo autodidata.

O caminho para o reconhecimento internacional começa em 2005, na sequência do seu foco no domínio da técnica de anamorfose apesentando peças tão inovadoras quanto originais.
Maior parte destas composições são pintadas em cantos de 90º ou paredes lisas o que cria uma verdadeira sensação de ilusão ótica em 3D.
Desenvolveu também um estilo “escuro” de anamorfose a que chama “Somber 3D”.
Este estilo caracteriza-se pela representação de objetos ou insetos gigantes.
Pintados em espaços abandonados, que se destacaram de modo viral pelo seu realismo e qualidade técnica.

Em 2008, fecha a loja de tatuagem que tinha aberto em 1999 e muda-se para Londres onde continua o seu percurso pela street art.
A sua genialidade levou-o a trabalhar com empresas nacionais e internacionais conhecidas, como a Coca-Cola, a Samsung ou a London Shell, e tem percorrido o mundo a criar os seus murais.

Um dos seus últimos projetos decorreu em 2020, no aeroporto de Heathrow, em Londres, onde em conjunto com outros artistas decorou paredes e espaços do um dos aeroportos mais concorridos internacionalmente.

Atualmente, o artista vive em Lisboa onde se dedica exclusivamente aos seus projetos de estúdio e, claro, aos seus murais.

Outras obras deste artista