Paulo Ossião

Biblioteca
Serigrafia sobre papel XV/XXV
Dimensão da mancha: 43 x 37 cm
Dimensão total: 66,5 x 55,5 cm

Nota: O Clube Rastro tem uma oferta muito especial para si! Na compra desta obra receba imediatamente duas serigrafias:  “A gente não lê” do artista Alfredo Luz e a  “Persona” do artista Martinho Dias. No Clube Rastro há um mundo de ofertas e vantagens: oferta do transporte das obras, os clientes pagam as peças como puderem e, agora, recebem de oferta duas obras gráficas que valem 400 euros!
Confie, compre no Rastro; há 35 anos a transformar os seus sonhos em arte!

 

400,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados.
Para pagar a obra em prestações, basta contatar-nos através do e-mail info@clube.galeriaorastro.com.
A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis. Para qualquer outra informação, por favor contate-nos por email ou através dos números de telefone: (+351) 233 411 188 ou (+351) 934 239 608.

REF: CR#1549 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Paulo Ossião nasceu em 1952, em Lisboa. Artista plástico e pintor aguarelista português.

Frequentou a Faculdade de Belas Artes de Lisboa. É na década de oitenta que se dá a sua primeira internacionalização, através de um convite para integrar o conjunto de pintores do Instituto Europeu de Aguarela.

Permitiu-lhe expor a par do que de melhor se fazia em termos de Aguarela na Europa. Viajou e expôs durante uma década em conjunto com outros membros em Londres, Dublin, Belfast, Antuérpia, Haia, Bruxelas, Luxemburgo, Viterbo e Paris.

Paulo Ossião, realizou a primeira exposição individual em 1984 em Cascais. É autor de uma vasta obra que se estende entre a pintura, cerâmica, desenho e escultura.

Ilustrou com as suas aguarelas diversos livros, como “O Velho de Novo”, uma compilação de poemas de António Couto Viana.
E o livro “Ser Ser, Mãe Ser“, uma coletânea de poemas de Autores Portugueses sobre a Maternidade, de Autoria de Paula Mateus.

Mas em 2002 editou o livro “Olhares” com desenhos e aguarelas suas, e texto do crítico de arte Edgardo Xavier.

Assim sendo reconhecido pelos tons de azul utilizados nas suas obras e a apreciada técnica de aguarela. Atualmente continua a realizar diversas exposições a nível Nacional e Internacional. Recebeu vários prémios e distinções pelo seu trabalho de aguarelista.

Outras obras deste artista