Promoção!

Pedro Proença

Sem título
Serigrafia sobre papel, Prova de Atelier 3/19
Dimensão da mancha: 50 x 36 cm
Dimensão total: 70 x 50 cm
Ano: 1996

200,00

Esgotado

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0270 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Pedro Proença nasceu em Angola, em 1962. Começou a desenhar desde cedo dedicando-se à banda desenhada. Licenciou-se em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa em 1986. Enquanto realizava o curso, começou a intervir no espaço da universidade com Pedro Portugal, fundando o projeto de uma revista intitulada “Homeostética”, a partir da qual se formaria o grupo Homeostético, coletivo que integrou os nomes de Manuel João Vieira, Pedro Portugal, Ivo e Xana. Fazem a primeira exposição de grupo em 1983. Pedro Proença tem a sua primeira exposição individual em 1984, e a esta seguiram-se importantes participações em exposições em Portugal e no estrangeiro.

Em 1983 ganhou o Prémio Nadir Afonso e foi distinguido com Menção Honrosa no Festival Cagnes-sur-Mer. Em 1985 foi distinguido com o premio Aquisição V Trienal da Índia e em 1993 foi-lhe atribuído o Prémio União Latina pela instalação realizada na sede da Fundação Calouste Gulbenkian. No ano de 1996 ganhou o Prémio Eixo Atlântico e em 1997 o 1º Prémio Salon de Otoño de Plasencia. Encontra-se representado em coleções públicas em Portugal e Espanha, como Fundação de Serralves, Porto; Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; MEIAC, Badajoz; Centro de Arte Rainha Sofia, Madrid.