Promoção!

Silvio Fiorenzo

Batman e Carraci
Acrílico sobre tela
Dimensão: 100 x 150 cm

Nota: até ao final do ano, o Clube Rastro tem uma prenda muito especial para todos os compradores de obras originais apresentadas no site do clube: na compra deste original, recebe de imediato a oferta da serigrafia de Alfredo Luz, “Fernando Pessoa”! Veja a obra aqui.

3.500,00

Em stock

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0404 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Silvio Fiorenzo nasceu em 1950 na Sicília, em Comiso.

Formou-se na Academia de Belas Artes de Brera, Milão, em escultura, e é professor de escultura no 1.º Liceo Artístico de Milão, no Liceo Artístico “Caravaggio” e nos Institutos de Arte de Giussano e Bollate.
Desde então, expõe individualmente desde 1981 e sempre se interessou pela relação da arte com os média, na escultura, pintura e banda desenhada.

Desenvolve um extenso trabalho no domínio da publicidade, mas sobretudo no domínio da banda desenhada com as mais conceituadas editoras do setor como a Bonelli, Scorpio di Euro Editoriale, Lancio Story di Euro Editoriale, Internazionale Ediperiodici, Fumetti dÀrte, Edizioni II, Seminatore, etc.

Em 1990, Silvio Fiorenzo passa uma temporada em Nova Iorque, onde aprofunda a técnica da narrativa gráfica dos comics norte-americanos e dois anos depois repete a experiência na Argentina, onde conhece o ambiente artístico Buenos Aires e reconstrói os primórdios da vida artística de Hugo Pratt, uma das suas grandes referências.

Em 1992 deixa o ensino e muda-se com a família para a Península Ibérica.
Começa assim uma peregrinação de exposições artísticas entre Itália, Espanha e Portugal que dá origem a inúmeras exposições individuais e coletivas em vários locais como Lisboa, Porto, Setúbal ou Barcelona.

 

Outras obras deste artista