Promoção!

Su Xiaobai

Moonlight-Halo
Aquatint, Photoetching, Carborundum and Handcoloured,
nº 13-40, handmade paper
Dimensão da mancha: 39,5 x 37 cm
Dimensão total: 61 x 56,6 cm
Ano: 2015

1.000,00

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR2876 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

«Não há nada que eu possa fazer, o que significa que fiz tudo o que podia. Na verdade, a qualquer hora, a qualquer momento. E este é o único modo que me permite criar obras». Su Xiaobai nasceu em 1949 em Wuhan, na província de Hubei, na China. Estamos perante um dos expoentes da arte contemporânea chinesa, com dimensão global e um percurso multi-premiado notável. Em 1965 entrou na Escola de Artes e Ofícios de Wuhan e, de 1985 a 1987, estudou pintura a óleo na Academia Central de Belas Artes de Pequim. Em 1987 mudou-se para a Alemanha para prosseguir os seus estudos de pós-graduação na Kunstakademie Düsseldorf, regressando à China em 2003. 

Antes de se radicar na Europa, a obra de Su Xiaobai tendia para o realismo social. A experiência em primeira mão da arte ocidental de vanguarda afetou radicalmente a sua visão e a sua estética. Durante a década de 1990, o seu trabalho tornou-se menos figurativo e, após seu retorno à China, passou a concentrar-se nas características essenciais de cor, forma e superfície. Tendo eliminado o tema e as imagens reconhecíveis, a arte cativante do artista plástico relaciona-se tanto com a linguagem da arte abstrata ocidental quanto com as tradições filosóficas chinesas, incluindo o Sutra Budista: “Tudo é nada, nada é tudo”. Atualmente, o artista vive e trabalha entre Xangai e Düsseldorf.