Promoção!

Thomaz de Mello ( Tom )

Sem título
Pastel de óleo sobre papel artesanal
Dimensão: 55 x 37 cm
1957

500,00

Esgotado

Qualquer interessado pode adquirir de imediato esta obra; basta clicar em Adicionar e seguir os passos indicados para que esta obra passe a pertencer à sua coleção.

A obra será entregue em sua casa de forma inteiramente grátis, com o seguro do transporte das obras a ser oferecido pelo Clube Rastro. Todas as obras de arte disponíveis no site do Clube Rastro têm cotação e estão devidamente certificadas.

Pode optar por subscrever o Clube Rastro, um clube de colecionismo de arte onde se acede à obra dos melhores artistas nacionais através de um pequeno investimento mensal de verba para o clube. Veja em Subscrição como aderir ao Clube Rastro.

Os subscritores do Clube Rastro não pagam qualquer joia de inscrição e terão direito a diversos prémios. Para qualquer outra informação sobre esta obra, por favor contate-nos através do info@clube.galeriaorastro.com

REF: CR#0379 Categorias: , , Etiqueta:

Descrição

Thomaz de Mello ( Tom ) nasceu em 1906, no Rio de Janeiro, Brasil.

Fez parte  da segunda geração de pintores modernistas portugueses.

O artista vem para Portugal em 1926 com a companhia de teatro de Leopoldo Fróis.

Durante a sua vida, explora diversos meios plásticos desde a pintura ao desenho, passando pela banda desenhada. Também a caricatura, a tapeçaria, o design gráfico, o design de interiores, o design industrial, a cerâmica, entre outros. 

Entre 1935 e 1951 participou em todas as Exposições de Arte Moderna do S.P.N./S.N.I., recebendo o Prémio Francisco de Holanda em 1945.


Dirigiu, com António Pedro, a Galeria UP, no Chiado, a primeira galeria comercial de arte de Lisboa, inaugurada em Março de 1933 e ativa até 1936.

Thomaz de Mello ( Tom ) em 1948 integra a equipa de artistas decoradores do Museu de Arte Popular, realizando murais no vestíbulo e nas salas de Entre-Douro-e-Minho e Algarve.


Entre as publicações para as quais trabalhou contam-se a Voz, o Diário da Manhã, a revista Panorama e a revista Ilustração. 

Thomaz de Mello faleceu em Lisboa, em 1990.